sexta-feira, março 30, 2007

O PORTAL


Eulho.


Olhar com as palavras.


Eutro.


O Muro de Fogo.


A Engolidora de Espaços, ELA, olhando-nos como uma tela branca.


Nuvens negras de dólares tóxicos, numa violenta fuga de capital,

sobre Tokio, Berlim, Wall Street.


O$ limite$ do difícil.


Dr. Ambíguo rolava pela velha estrada de areia, âmbar do sentido que quer ser.


Beco sem saída? Siga-me.


Hoje falei pessoalmente com o Presidente”, disse o Presidente.


Deixe sua mensagem após o bip.


Eu disse idéias, decidir nos dados, eu disse decidido até domingo.


Pássaros não são humanos, mas às vezes entendemos.


Ele disse: o inconsciente tem a estrutura de um sanduíche.


“Páre de se mexer”/ “O intervalo desta palavra”/ “Não consigo descrever”.


O que dizer dos sorrisos kamikazes das ondas-sintetizadoras?


Hum.


Elas também devem imaginar o que não sabemos.


O nascimento de uma nuvem?


Marco Aurélio, nas “Meditações”: “A vida não passa de uma opinião


O vento é uma idéia em movimento.



(Rodrigo Garcia Lopes, Polivox, Azougue, 2000)

2 comentários:

Anônimo disse...

cara, poemaço... e tenho adorado o nômada... abraço... leprevost.

Estúdio Realidade disse...

valeu, luis felipe, grande abraço pra voce!