sábado, abril 07, 2012

WILD NIGHTS - poema de emily dickinson - trad. rodrigo garcia lopes


 
 
 
Noites Insanas! Noites Insanas!
Se estivesse a teu lado
Noites insanas seriam
O nosso pecado!
 
Fúteis os ventos
Para o coração num porto —
Inúteis os compassos,
Inúteis os mapas!
 
Remando no Éden!
Ah! O mar!
Quem dera em ti — esta noite —
Ancorar!



**

Wild Nights! Wild Nights!
Were I with thee,
Wild Nights should be
Our luxury!

Futile the winds
To a heart in port, —
Done with the compass,
Done with the chart!

Rowing in Eden!
Ah! the sea!
Might I but moor
To-night in Thee!
 
 
EMILY DICKINSON
Tradução: Rodrigo Garcia Lopes 
 

Nenhum comentário: